notícias

a festa

Fala do mediador: José Luiz

O escritor pernambucano José Luiz Passos, que intermediou a conversa entre dois jovens talentos na Flip 2014, Joël Dicker e Eleanor Catton, conta o que achou da experiência.


"Sinceramente, adorei a Flip 2014. Foi das mais divertidas e diferentes até agora. Gostei da integração entre os espaços internos e externos; e da relação entre a programação principal e as programações paralelas. O que mais se destacou, para mim, foi a mesa com Marcelo Rubens Paiva. Também gostei da de Antonio Prata e de Fernanda Torres. Na programação FlipMais, a mesa com Paulo Henriques Britto – simultaneamente em duas línguas, sobre tradução, mas sem nenhuma tradução - foi absolutamente incrível.


Achei a Flip mais arejada e democrática. O acesso ao show de abertura – aliás, um grande show – e franqueamento ao público de dois telões, um de cada lado do canal, contribuíram para uma atmosfera mais relaxada e gregária. Também a programação principal inovou num sentido bastante positivo, abraçando a crônica, o humor, o jornalismo e a ciência. No geral, fiquei com a impressão de que a Flip finalmente se atualizou.


Moderei a mesa com Eleanor Catton e Joël Dicker. Foi das moderações mais difíceis que já fiz, porque os dois autores têm personalidades “de palco” bem diferentes. E como Catton só chegou no mesmo dia da mesa, fizemos a preparação em cima da hora, pouco tempo antes; isso atrapalhou um pouco. Cada um deles queria responder a perguntas bem específicas. 


Isso dito, acho que correu bem. Tivemos conteúdo literário e um pouco de humor, com opiniões dos autores sobre questões mais gerais, como carreiras internacionais, astrologia, juventude e justiça. Fiquei contente. Vou carregar comigo a imagem do que penso ser uma janelinha para o futuro do romance em língua inglesa e francesa – ambos os autores têm apenas 28 anos: um lado mais pop, em Dicker, e outro mais cerebral, em Catton, mas ambos interessados na experiência do leitor, em formas de encantar o leitor contemporâneo com enredos interessantes e, ao mesmo tempo, complexos."

share
Logo da Casa Azul