noticias

a festa

Paulo Scott debate teatro, música e literatura

Aos 46 anos, o escritor gaúcho Paulo Scott ainda é um inquieto. Escritor premiado de livros e peças de teatro, dedica-se ainda à música. Foi sobre a fusão dessas três expressões artísticas que ele participou na tarde deste sábado da FlipZona, na Casa da Cultura.

"Sou fascinado pelo meu tempo, sinto uma necessidade grande de entender o hoje, o presente", começou dizendo o multiartista, que fez um resumo de seus principais projetos, como a peça.

A Orquestra Literária, por exemplo, surgiu de seus fascínio pela poesia brasileira contemporânea. Ele recortou trechos de 100 livros diferentes e fez um "sampler" entre elas, criando 16 obras novas apresentadas em shows com música eletrônica e atores.

Na literatura, falou sobre seu projeto mais recente, Ithaca Road, escrito após uma temporada de 30 dias em Sidney, na Austrália.

O livro mostra cinco dias na vida de uma australiana que volta a sua terra natal para tentar salvar da falência o restaurante do irmão. 

Segundo Scott, o livro se passa em 2008 porque foi um ano muito importante na história daquele país, com a morte do ator Heath Ledger, a quebra da bolsa de valores e a disponibilidade do governo do país em pedir perdão ao povo aborígene.

Scott revelou que está terminando um monólogo escrito para sua mulher, que vem depois da premiada incursão no teatro com Crucial Dois Um.

share
Logo da Casa Azul