noticias

a festa

Lydia Davis é presença confirmada na Flip 2013

Nascida em 1947 em Northampton, Massachusetts, a autora publicou seis livros de contos e um romance, The End of the Story (1994). Seu mais recente título, Tipos de perturbação (Varieties of Disturbance), foi indicado ao prêmio National Book Award, em 2007, e será lançado na Flip pela Companhia das Letras.


Nos 57 textos que compõem a obra, Davis vale-se dos mais variados estilos, formas e abordagens para flagrar seus personagens em suas inseguranças e em seus desajustes com o cotidiano. Passagens longas alternam-se com formulações extremamente concisas, que às vezes se resumem a uma única frase. Nos intervalos desses textos, revelam-se por vezes dramas pessoais profundos e fraturas sociais mal disfarçadas. Tal e qual Kafka, que não por acaso é o protagonista de um dos contos, Davis expressa o trágico e cômico descompasso entre o homem moderno e o mundo à sua volta tendo na ironia um de seus grandes recursos.


O nome de Davis tem sido associado à radical renovação da narrativa breve: nas mãos da autora, o conto se revela um gênero literário ao mesmo tempo rigoroso e maleável. Suas peças são de difícil classificação, pois não raro transitam entre ficção, ensaio e poesia. Crítica literária e tradutora, a autora é reconhecida também por suas traduções de autores franceses como Proust, Foucault, Blanchot e Flaubert, de quem traduziu o clássico Madame Bovary.


Em 2009, foi publicado nos Estados Unidos o volume The Collected Stories of Lydia Davis. Na ocasião, a coletânea foi definida pelo crítico James Wood (The New Yorker) como “um conjunto provavelmente único na literatura americana em sua combinação de lucidez, concisão aforística, originalidade formal, humor engenhoso, frieza metafísica, pressão filosófica e conhecimento humano”.

share
Logo da Casa Azul