noticias

novidades

Flip terá mesa bônus com Laerte e Angeli

Grandes quadrinistas, cartunistas e ilustradores Angeli e Laerte participam de uma “mesa bônus” criada pela Flip - Festa Literária Internacional de Paraty, para comemoração de seus dez anos. 

Intitulada “Quadrinhos para Maiores", a mesa conta com o apoio do Itaú Cultural e será realizada no sábado, dia 7, às 21h30, na Tenda dos Autores, com transmissão simultânea na Tenda do Telão. A mediação é do jornalista e gestor das áreas de literatura e audiovisual do Itaú Cultural, Claudiney Ferreira, que ajudou a idealizar o encontro. 

Os ingressos começam a ser vendidos no dia 18/06, segunda-feira, a partir das 10h, unicamente pela internet e na sede da Casa Azul, em Paraty. Não haverá ingressos nos pontos de venda físicos nem venda por telefone. 

A mesa terá um clima de conversa entre amigos. Com mais de quarenta anos de trabalhos em comum, Angeli e Laerte abordam assuntos nos quais estão versados: histórias em quadrinhos, comportamento e humor. 

Das páginas da lendária revista Chiclete com banana às tirinhas da Folha de S.Paulo, Laerte e Angeli são autores de obras que ajudaram a redefinir para o público brasileiro, ao longo das últimas décadas, o propósito, o valor e os limites das HQs. Donos de estilos pessoais e inconfundíveis, os dois se aproximam pelo uso do humor irônico, às vezes próximo do absurdo, para expor os tipos e episódios reis e surreais do cotidiano brasileiro. 

No debate, os dois falam ainda de sua longa amizade, do uso da internet como meio de divulgação de seus trabalhos e do processo de criação de personagens antológicos dos quadrinhos brasileiros, como os Piratas do Tietê, Overman, Rê Bordosa, Wood & Stock e os Skrotinhos.


OFICINA LITERÁRIA

Além da participação na mesa bônus, Laerte e Angeli irão ministrar aulas na oficina literária “Quadrinhos e Ilustração” para trinta alunos previamente selecionados. Em duas sessões de conversa, os cartunistas falam sobre seus trabalhos e trajetórias e respondem às dúvidas e questionamentos sobre a criação de histórias, referências culturais e mercado profissional. Não se trata de uma oficina didática para ensinar como fazer tirinhas, mas uma oportunidade para a troca livre de ideias e experiências em torno do universo das charges e quadrinhos. 

share
Logo da Casa Azul